Oeste da Bahia é palco de conflitos e lutas pela preservação da água

4-7-Paulo-Afonso-Foto-CBHSF1

Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Grande sensibiliza a população para a preservação dos recursos hídricos e convoca os cidadãos para o debate do tema

Os assuntos que envolvem a questão da água no Brasil e no mundo já tomaram conta das discussões na sociedade há muito tempo e se intensificaram após a expansão de indústrias, agronegócio, hidrelétricas, cidades e do crescimento populacional nas últimas décadas. Temas que abordam desde preservação, uso irracional e até commodities da água configuram o debate social permanente sobre o assunto. Em Barreiras, no próximo dia 12, às 14h, na Universidade Estadual da Bahia o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Grande apresenta e discute o Prognóstico do Plano de Gestão da Bacia do Rio Grande.

Na região Oeste da Bahia, conforme destaca a presidenta do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Grande (CBHRG), Maria Anália Miranda, é necessário discutir o futuro do Rio Grande é nos envolvermos com a Bacia do Rio São Francisco, da qual o Rio Grande é afluente. Segundo Maria Anália, neste período de seca a vazão do Rio Grande está sensivelmente abaixo do normal. “Aqui, no Barreiras Norte, a Codevasf [Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba] está buscando adaptações no local de captação e bombeamento da água”. Essa dificuldade de captar água nos questiona que, se optamos por um crescimento e desenvolvimento duradouros devemos cuidar e por isso planejar, para que o volume de água consumida no Oeste da Bahia seja compatível com o volume de recursos hídricos que a região dispõe para seus diferentes usos, alerta M. Anália.

Conflitos por água

Na região Oeste da Bahia, destaca M. Anália, já existem conflitos por água, a exemplo do conflito entre uma Pequena Central Hidrelétrica do Sítio do Rio Grande e populações ribeirinhas que vivem abaixo da barragem. Em 2010 essa mesma hidrelétrica provocou retenção da água do Rio das Fêmeas e interrompeu o fluxo das águas do Rio Grande, impactando negativamente todo o território, do ponto de vista ambiental e social.

Em casos como esse, o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Grande é o mediador do conflito primando pela prioridade da água para consumo humano, conforme a legislação e atuando sempre com vistas no bem comum. Em 2010 o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e o Ministério Público Estadual fizeram duras intervenções. Mas desde 2013 o conflito reapareceu o que “torna mais explícito que o oeste da Bahia já está no mapa dos conflitos por água. Seja por causa da seca no Sudeste, seja pela baixa do Rio São Francisco quero fazer parte de uma geração que tem que assumir e enfrentar coletivamente, este problema”.

Nesse contexto, o Comitê da Bacia do Rio Grande representa um importante passo no planejamento e na gestão das águas do Rio Grande. É função do CBHRG tanto mediar conflitos por água como garantir o seu fornecimento de água para o Rio São Francisco, uma das bacias mais importantes do Brasil. “Água que a humanidade bebe há quase 200 mil anos agora está ameaçada. Isso escancara que os nossos modos de vida precisam ser repensados”, conclui M. Anália.

Debate permanente

A presidente Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Grande enfatiza que é cada vez mais urgente a preservação da água e convoca a participação social no debate, essencial na luta pela preservação e manutenção desse recurso natural não renovável e fundamental à vida. “Queremos criar mais condições para a sociedade civil se envolver e participar das decisões do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Grande”, acrescenta Miranda.

“Sobretudo, neste momento de fragilidade do Velho Chico é hora de toda sociedade se envolver nos instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos a exemplo dos Comitês de Bacia. Defender a água requer o compromisso de recuperar veredas e matas”, afirma a presidenta. Dentre as propostas desse debate, está em fase de elaboração Plano de Gestão das Águas do Rio Grande, que aborda assuntos relacionados à produção e consumo da água com sustentabilidade.

Serviço
Apresentação da atual situação da Bacia Hidrográfica do Rio Grande
Data: 12/11/2014
Horário: 14 horas
Local: auditório da Universidade Estadual da Bahia – Uneb

Informações: (77) 9118-8875

Anúncios

Qual a sua opinião sobre este assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s